Caso aconteceu em Ponta Grossa, na segunda (11); segundo vítima, homem estava embriagado e tentou estrangulá-la, além de dar socos e chutes. Técnica de enfermagem foi vítima de agressão dentro da UPA onde trabalhava
Reprodução/RPC
Uma técnica de enfermagem foi agredida por um paciente enquanto trabalhava dentro de uma Unidade de Pronto Atendimento em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. O caso aconteceu na UPA Santana, na segunda (11).
Dois dias depois, na quarta (13), a prefeitura anunciou o uso de equipes da Guarda Municipal para reforço da segurança na unidade. Entenda abaixo.
Segundo a vítima, que preferiu não se identificar, o suspeito estava embriagado e chegou a tentar estrangulá-la.
Ele a golpeou após a profissional explicar que não poderia dar a ele uma coberta pois o item fica disponível apenas para pacientes internados aguardando transferência. Ele então a desacatou e a atacou com o suporte do soro.
A jovem ainda conseguiu se defender com os braços, mas, de acordo com ela, o homem derrubou o computador da mesa e jogou a vítima no chão, dando chutes e socos.
Ela foi socorrida por outros pacientes e ficou com hematomas nos braços e no tórax, além de dor no corpo.
Segurança na unidade
De acordo com a prefeitura, equipes da Guarda Municipal vão se revezar com agentes dentro da unidade até que a instalação de câmeras de monitoramento e de alarmes seja feita na UPA.
A Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública ainda informou que irá instalar um sistema parecido ao do botão do pânico dentro da unidade.
O objetivo é garantir segurança a pacientes, servidores e equipes de saúde.
Veja mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul.